NotíciasINSS

Planejamento previdenciário: entenda O QUE é, COMO fazer, QUANTO custa e QUAIS os benefícios a longo prazo

Fazer um planejamento previdenciário pode influenciar positivamente na aposentadoria ao longo do tempo.

O planejamento previdenciário é um aspecto crucial da vida financeira, especialmente à medida que se aproxima a idade de aposentadoria.

Trata-se de uma estratégia fundamental para garantir uma transição tranquila para a aposentadoria, maximizando benefícios e assegurando uma renda adequada.

Neste contexto, o planejamento previdenciário se destaca como uma ferramenta vital para a organização financeira e jurídica ao longo da vida laboral.

Abaixo, entenda o que é o planejamento previdenciário, suas vantagens e os valores médios envolvidos.

Se você quer ficar confortável com sua aposentadoria, pode se ruma boa ideia apostar em um planejamento previdenciário.
Se você quer ficar confortável com sua aposentadoria, pode se ruma boa ideia apostar em um planejamento previdenciário. / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / beneficiodoidoso.com.br

O que é o planejamento previdenciário? Para que ele serve?

O planejamento previdenciário é um estudo detalhado do histórico contributivo do trabalhador, realizado por especialistas em direito previdenciário, com o objetivo de identificar o melhor momento para a aposentadoria e estratégias para maximizar o valor do benefício.

Este processo envolve a análise de todos os vínculos empregatícios, as datas desses vínculos, os valores de remunerações e contribuições, além de identificar possíveis divergências ou inconsistências no extrato do CNIS. O planejamento previdenciário também considera atividades especiais e contribuições em atraso.

Ao final, é gerado um parecer jurídico com projeções, cenários e simulações de aposentadoria, auxiliando o contribuinte a tomar decisões informadas sobre sua aposentadoria.

Este planejamento não é apenas sobre a obtenção de um benefício financeiro, mas sobre garantir uma aposentadoria segura e confortável, adaptada às necessidades e objetivos de cada indivíduo.

Saiba mais: Me aposentei por INVALIDEZ e preciso renovar minha CNH: posso PERDER meu benefício do INSS se fizer isso?

Vantagens de optar por um planejamento previdenciário

Optar por um planejamento previdenciário traz inúmeras vantagens. Primeiro, permite que o trabalhador se aposente no momento mais vantajoso, considerando aspectos legais e financeiros.

A análise detalhada do histórico contributivo e a simulação de cenários ajudam a identificar o momento ideal para solicitar a aposentadoria, garantindo que nenhum período de contribuição seja desconsiderado.

Em segundo lugar, o planejamento previdenciário pode resultar em um valor de benefício maior. Estratégias para aumentar o valor da aposentadoria, como a regularização de pendências e o ajuste de contribuições, são implementadas para maximizar os benefícios.

Terceiro, um planejamento previdenciário eficiente acelera o processo de aposentadoria, evitando atrasos devido à falta de documentação ou pendências no CNIS.

Além disso, proporciona economia financeira ao sugerir estratégias para reduzir contribuições de forma legal e vantajosa. Por fim, traz tranquilidade ao futuro aposentado, assegurando que todos os aspectos da aposentadoria foram considerados e otimizados.

Veja outros: Pagamento do INSS cai no FERIADO? Saiba se você receberá sua aposentadoria HOJE (09)

Quanto custa um planejamento previdenciário em 2024?

O custo de um planejamento previdenciário pode variar bastante, dependendo da complexidade do histórico contributivo do trabalhador e das particularidades de cada caso.

Em geral, os valores podem oscilar entre R$ 5.000 e R$ 10.000. Este valor cobre a análise detalhada dos vínculos empregatícios, simulações de aposentadoria, cálculo da renda mensal inicial (RMI), regularização de pendências e instruções sobre a documentação necessária.

Alguns profissionais ou empresas oferecem pacotes que incluem acompanhamento contínuo até a concessão do benefício, o que pode elevar o custo total.

No entanto, é importante considerar que este investimento pode resultar em benefícios financeiros significativos a longo prazo, tanto em termos de valor de benefício quanto em termos de segurança e tranquilidade.

O planejamento previdenciário, portanto, não deve ser visto apenas como um custo, mas como um investimento na garantia de uma aposentadoria mais vantajosa e segura.

Como fazer o planejamento previdenciário?

Para fazer um planejamento previdenciário eficiente, comece analisando seu histórico contributivo junto ao INSS, verificando todos os vínculos empregatícios e contribuições realizadas.

Identifique possíveis inconsistências no CNIS e regularize pendências. Calcule o tempo de contribuição e projete diferentes cenários de aposentadoria. Considere as regras vigentes e os requisitos para cada tipo de aposentadoria.

Avalie a possibilidade de combinar a previdência pública com planos de previdência privada para maximizar sua renda futura.

Consulte um especialista em direito previdenciário para obter orientações personalizadas e garantir que todas as estratégias estejam de acordo com a legislação. Começar o quanto antes é crucial para assegurar uma aposentadoria tranquila e financeiramente estável.

Veja mais: Entendendo o desconto RCC no benefício: como ele afeta a aposentadoria e formas para CANCELAR

Melhore o Valor da Sua Aposentadoria com Estas 3 Dicas

Para aumentar o valor da sua aposentadoria, algumas estratégias podem ser extremamente eficazes.

Primeiramente, reconheça todos os períodos de trabalho e contribuição, incluindo atividades como menor aprendiz e trabalhos informais, solicitando o reconhecimento junto ao INSS ou pela Justiça do Trabalho.

Em segundo lugar, fique atento a trabalhos concomitantes, ou seja, quando há mais de um emprego no mesmo período. O INSS pode não somar corretamente essas contribuições, resultando em um benefício menor.

Por último, descarte contribuições que reduzem o valor do benefício, como aquelas feitas no início da carreira com salários muito baixos, para obter uma média melhor para o cálculo final. Essas ações podem fazer uma diferença significativa na sua renda mensal de aposentadoria.

Nicole Ribeiro

Formada em Letras - Português pela Universidade do Estado de Minas Gerais, redatora freelancer e revisora de artigos e textos acadêmicos. Apaixonada por gatos e pelo conhecimento.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo