NotíciasBenefícios

Suas dores nas costas podem te APOSENTAR e você não sabe: veja a lista de doenças que tornam isso possível!

As dores nas costas podem ser um fator determinante para se aposentar, desde que se tornem incapacitantes.

Dores nas costas são uma condição comum que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Quando essa dor se torna incapacitante, pode interferir significativamente na qualidade de vida e na capacidade de trabalho do indivíduo.

Nessas situações, a aposentadoria por invalidez pode ser uma solução viável.

A seguir, entenda como funciona a aposentadoria por invalidez, quais doenças na coluna podem levar à concessão desse benefício e como solicitar a aposentadoria por invalidez.

Muitas dores nas costas podem acabar aposentando beneficiários com o tempo. Confira quais doenças tornam isso possível.
Muitas dores nas costas podem acabar aposentando beneficiários com o tempo. Confira quais doenças tornam isso possível. / Fonte: Canva

Como funciona a aposentadoria por invalidez?

A aposentadoria por invalidez é um benefício concedido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) aos trabalhadores que se tornam permanentemente incapazes de exercer qualquer atividade laboral.

Para ter direito a esse benefício, o segurado deve comprovar a incapacidade total e permanente por meio de uma perícia médica realizada pelo INSS.

Além disso, é necessário que o segurado tenha contribuído para o INSS por pelo menos 12 meses, a menos que a incapacidade seja decorrente de acidente de qualquer natureza ou de doenças graves especificadas em lei, casos em que a carência pode ser dispensada.

O valor do benefício é calculado com base nas contribuições feitas ao longo do tempo e pode ser pago de forma vitalícia enquanto persistir a incapacidade.

Saiba mais: Me aposentei por INVALIDEZ e preciso renovar minha CNH: posso PERDER meu benefício do INSS se fizer isso?

Quais doenças na coluna podem aposentar por invalidez?

Existem diversas condições relacionadas à coluna que podem levar à concessão de aposentadoria por invalidez. Entre elas, destacam-se:

  • Hérnia de disco: ocorre quando o material do disco intervertebral se projeta para fora, pressionando os nervos e causando dor intensa e limitações de mobilidade.
  • Espondilolistese: é uma condição em que uma vértebra se desloca para frente em relação à vértebra subjacente, podendo resultar em compressão nervosa e instabilidade na coluna.
  • Escoliose grave: uma curvatura anormal da coluna que pode causar dor crônica, comprometimento respiratório e dificuldades na realização de atividades diárias.
  • Estenose espinhal: o estreitamento do canal espinhal que comprime a medula espinhal e os nervos, resultando em dor, dormência e problemas de locomoção.
  • Doença degenerativa do disco: deterioração dos discos intervertebrais ao longo do tempo, causando dor crônica, rigidez e perda de função.
  • Fraturas vertebrais: resultantes de lesões traumáticas, osteoporose ou outras condições que podem causar deficiências significativas e incapacidade para o trabalho.
  • Espondilose cervical e lombar: degeneração dos discos e articulações na região cervical ou lombar, levando a dor, limitação de movimento e compressão nervosa.
  • Espondilite anquilosante: uma forma de artrite inflamatória que afeta a coluna vertebral e as articulações sacroilíacas, resultando em dor crônica e fusão das vértebras.
  • Tumores na coluna: tumores que causam compressão nervosa ou danos estruturais na coluna.

Cada caso deve ser avaliado individualmente, com base na gravidade da condição e seu impacto na capacidade de trabalho do segurado.

Veja outros: Pagamento do INSS cai no FERIADO? Saiba se você receberá sua aposentadoria HOJE (09)

Como solicitar a aposentadoria por doenças de coluna?

Solicitar a aposentadoria por invalidez devido a doenças na coluna envolve vários passos, com foco na perícia médica.

O primeiro passo é agendar uma perícia médica no INSS, o que pode ser feito pelo telefone 135 ou pelo site do INSS.

É fundamental preparar toda a documentação necessária, incluindo documentos pessoais como RG e CPF, carteira de trabalho, exames médicos, laudos e atestados que comprovem a condição de saúde.

Como funciona a perícia médica nesse caso?

Durante a perícia, o segurado deve levar todos os documentos médicos e relatar detalhadamente todos os sintomas e limitações causados pela doença na coluna.

O médico perito do INSS avaliará a condição de saúde e a capacidade laboral do segurado para determinar se há incapacidade total e permanente para o trabalho.

Após a perícia, é importante acompanhar o andamento do pedido pelo site ou telefone do INSS. Se o benefício for aprovado, o segurado começará a receber a aposentadoria por invalidez.

Em caso de negativa, o segurado tem o direito de recorrer da decisão, apresentando novos documentos ou solicitando uma nova perícia.

Veja mais: Entendendo o desconto RCC no benefício: como ele afeta a aposentadoria e formas para CANCELAR

Nicole Ribeiro

Formada em Letras - Português pela Universidade do Estado de Minas Gerais, redatora freelancer e revisora de artigos e textos acadêmicos. Apaixonada por gatos e pelo conhecimento.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo