NotíciasFinanças

Aposentado, você fez EMPRÉSTIMO? Nova MUDANÇA do INSS vai mirar no consignado; entenda

As mudanças nas regras do empréstimo consignado para aposentados e pensionistas do INSS estão prestes a serem implementadas.

Com um prazo de 90 dias para entrar em vigor, essas novas regras visam aumentar a segurança dos beneficiários e reduzir fraudes nos descontos indevidos.

A importância desse tema se reflete no impacto direto que essas mudanças terão sobre milhões de segurados, muitos dos quais dependem desses benefícios para sua subsistência.

Conheça as novas diretrizes, como elas funcionarão e quais serão as implicações práticas para os beneficiários do INSS.

A nova mudança na regra do consignado deve chegar em breve para segurados do INSS.
A nova mudança na regra do consignado deve chegar em breve para segurados do INSS. / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / beneficiodoidoso.com.br

Mudanças no empréstimo consignado

A partir de setembro, o processo de contratação de empréstimos consignados para beneficiários do INSS passará por mudanças significativas.

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou que o INSS adote medidas para endurecer o sistema contra descontos indevidos.

Com isso, a Dataprev, responsável pelas informações da Previdência Social, deverá implantar o uso de biometria ou assinatura eletrônica.

Esse novo método de autenticação visa garantir que somente os beneficiários autorizem os descontos em seus benefícios, coibindo fraudes e cobranças não autorizadas.

Atualmente, muitos aposentados e pensionistas enfrentam problemas com descontos indevidos em seus benefícios, muitas vezes provenientes de associações, sindicatos ou empréstimos não autorizados.

A nova medida exigirá que qualquer solicitação de empréstimo consignado seja precedida pelo desbloqueio do benefício através de assinatura eletrônica.

Isso significa que, após a concessão do benefício previdenciário, ele permanecerá bloqueado para qualquer desconto até que o beneficiário autorize expressamente a transação.

Essa mudança é uma resposta às inúmeras reclamações de segurados sobre descontos indevidos, que muitas vezes são realizados sem o consentimento do beneficiário.

Ao implementar a biometria e a assinatura eletrônica, o INSS espera reduzir significativamente esses problemas, garantindo maior segurança e transparência no processo de contratação de empréstimos consignados.

Saiba mais: Carência para Empréstimos Consignados no Estado do Rio Grande do Sul – Entenda as Novidades!

Impacto das mudanças para os beneficiários

A nova exigência de desbloqueio eletrônico trará um impacto direto na rotina dos beneficiários que costumam contratar empréstimos consignados.

Embora o processo possa parecer mais burocrático, ele é essencial para garantir a segurança dos aposentados e pensionistas.

Muitos segurados acabam contratando empréstimos sem perceber, devido à facilidade com que os dados são acessados e utilizados por terceiros.

Com a implementação dessas medidas, espera-se que o número de fraudes e descontos indevidos diminua substancialmente.

Além disso, essa medida deve proporcionar maior tranquilidade aos beneficiários, que poderão controlar com mais precisão os descontos realizados em seus benefícios.

O bloqueio automático para descontos não autorizados significará que os aposentados e pensionistas precisarão realizar um procedimento adicional para autorizar qualquer nova transação, mas isso garantirá que eles estejam cientes de todas as movimentações financeiras realizadas em seus benefícios.

Para os beneficiários que já possuem descontos indevidos, o INSS orienta que entrem em contato com a central 135 ou acessem o site Meu INSS para solicitar a exclusão dessas cobranças.

É possível também pedir a devolução dos valores descontados de forma indevida. O processo pode ser demorado, mas é um direito dos segurados reaverem os valores descontados sem autorização.

Não perca: Empréstimo consignado: desbloqueio do benefício pelo app acontece NA HORA? Como fazer?

O que esperar no futuro?

Com a implementação dessas novas regras, a expectativa é que o ambiente de contratação de empréstimos consignados para beneficiários do INSS se torne mais seguro e transparente.

O uso de tecnologia avançada, como a biometria e a assinatura eletrônica, coloca o INSS na vanguarda da proteção ao consumidor, garantindo que apenas transações autorizadas sejam realizadas.

Essa medida não só protege os segurados contra fraudes, mas também reforça a confiança no sistema previdenciário.

No entanto, é fundamental que os beneficiários se adaptem a essas novas exigências e estejam atentos às suas obrigações.

Manter os dados atualizados e realizar a autenticação eletrônica quando necessário serão passos essenciais para garantir a continuidade dos serviços de forma segura.

O INSS, por sua vez, deve continuar a oferecer suporte e orientação para facilitar a transição e esclarecer dúvidas dos segurados.

Veja mais: Juros do Consignado do INSS Vai Cair: Veja Como Isso Afeta os Idosos

Nicole Ribeiro

Formada em Letras - Português pela Universidade do Estado de Minas Gerais, redatora freelancer e revisora de artigos e textos acadêmicos. Apaixonada por gatos e pelo conhecimento.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo